O grupo de estudos em Terapia Cognitiva Sexual tem um caráter pedagógico cooperativo, onde o investimento não é financeiro, mas sim a troca, onde aprendemos uns com os outros e divulgamos o resultado do trabalho para a sociedade em geral. É uma proposta de estudo diferente, que foge do modelo tradicional e visa adaptação as novas tecnologias, todavia, mantendo a presença física como peça fundamental de interação, onde vivenciamos a diversidade de pensamentos e a habilidade de nos colocarmos no lugar do outro.

A Terapia Cognitiva Sexual é um tipo de psicoterapia da abordagem cognitivo-comportamental, especialmente desenvolvida para tratar as dificuldades relacionadas à sexualidade. Muitas técnicas da Terapia Cognitivo Comportamental (TCC) podem ser aplicadas às questões sexuais. Entretanto, trabalhar com sexualidade dentro do modelo cognitivo requer uma série de habilidades específicas do terapeuta, que devem ser desenvolvidas a partir do contato e interação com o outro. Assim, a Terapia Cognitiva Sexual alia as intervenções clínicas cientificamente comprovadas das TCCs a um entendimento profundo das questões da sexualidade humana, que são amplamente discutidas no nosso grupo de estudos.

A Terapia Cognitiva Sexual entende que crenças distorcidas a respeito de sexo, bem como a forma como o indivíduo interpreta as situações sexuais, tem impacto direto na maneira como a pessoa se sente, em como o organismo se prepara para a relação e também no comportamento sexual. Na Terapia Cognitiva Sexual, as pessoas vão tomando consciência sobre suas crenças e padrões distorcidos e aprendendo como modificá-los na prática, rumo a uma vida sexual satisfatória. Ao longo da terapia, o paciente vai experimentando novas formas de agir, ganhando controle sobre os pensamentos que distraem a atenção na hora do sexo, aprendendo a se comunicar com o parceiro e a entender melhor as próprias necessidades e as do outro. É um processo de terapia breve com técnicas especificamente desenvolvidas para esse fim. O papel do terapeuta é fundamental e para isso ele precisa estar antenado com as crenças da sociedade e suas próprias crenças a fim de não prejudicar o processo terapêutico do seu paciente. Nosso grupo estudo automaticamente recicla e prepara o profissional para essa tarefa em um aspecto mais amplo, ja que esta baseado nas relações e vínculos humanos.
 
 
 
 
 
Nome:
 
E-mail: